CHANEL Nº5: The One That I Want

October 19, 2014



O mais próximo que cheguei deste perfume foi na Sephora e devo confessar que não foi amor à primeira "snifada". Adoro perfumes mas não morri de amores por este, embora fosse perfeitamente capaz de o comprar. Mais não fosse, pelo que ele representa na história da moda e para poder ter um "ícone" para admirar todos os dias.
Das campanhas já não posso dizer o mesmo. São brilhantes e nunca nenhuma marca foi tão ousada ao ponto de fazer spots publicitários ao estilo trailer de filme.
Dez anos depois de Nicole Kidman e Rodrigo Santoro terem despertados as sonhadoras dentro de nós, agora chega Gisele Bündchen para nos deixar roidinhas de inveja numa produção brutal, ao lado do bonzão Michiel Huisman.
Chanel nº5, a fragrância mais desejada no mundo. Gisele Bündchen, a top model mais cobiçada do mundo. Combinação perfeita, right?
Aconselho vivamente a que tomem um ansiolítico, façam-se acompanhar de uma bomba de ar e fiquem sentadinhas. Vão precisar.

The closest I've been from this perfume was at Sephora and I must confess it was not love at first "smell". I love perfumes but I didn't fall for this one, although I would most certainly buy it for what it represents in fashion history and so I could have an "icon" to contemplate every day.
Campaigns can not say the same. They're brilliant and no other brand has ever been this bold by producing short films, movie trailer-like campaigns.
Ten years after Nicole Kidman and Rodrigo Santoro have awakened the dreamers inside us, now it's time to Gisele Bündchen to leave us green with envy in a brutal production, alongside the hottie Michiel Huisman.
Chanel nº5, the world's most desirable fragrance. Gisele ndchen, the world's most coveted top model. Perfect match, right?
I highly recommend that you take an anxyolytic, get an air pump and hold on tight to your chair. You'll probably need it.

Comments: 2 CITIZENS
Labels:

Portuguese Brands #2: MANJERICA

October 6, 2014



Juntou-se a fome com a vontade de comer. Neste caso, a criatividade de Teresa Bettencourt e a visão empreendedora de Carlos Elavai foi tudo quanto bastou para que este casal se aventurasse numa parceria profissional.E nasceu assim a Manjerica, uma marca de bolsas e carteiras 100% portuguesa que combinam a qualidade do nosso fabrico artesanal e o design original e inovador.
É uma marca recente mas não é de hoje que a conhecemos. A Manjerica conta já com três colecções de formas únicas, cores e padrões variadas e texturas sublimes, tudo isto com um acabamento perfeito.
É um projecto muito promissor que diz ter por objectivo satisfazer as necessidades exigentes da mulher sofisticada, urbana e eclética, com um estilo muito próprio.
Ponham os olhos e fiquem atentas porque a Manjerica ainda vai dar que falar.

Site e loja online: www.manjerica.com

In this particular case, the creativity of Teresa Bettencourt and Carlos Elavai entrepreneurial vision was more than enough for this couple to venture on a professional partnership. And that's how Manjerica was born, a portuguese brand of handbags and wallets that combines the quality of our craftsmanship and an original and innovative design.
It's quite recent but we've known this brand for a while. Manjerica already has three collection of unique shapes, different colors and patterns and exquisite textures, with a perfect finish.
It is a very promising project focused on meeting the demanding needs of a sophisticated, urban and eclectic woman, with a unique style.
Keep an eye on them and stay tuned because there's still going to be a lot of talking about Manjerica.

Website and e-shop: www.manjerica.com

































E então, o que acharam? Já conheciam a Manjerica? Contem-me tudo!

So, what did you guys think? Have you ever heard of Manjerica before? Tell me all about it.


Marcas anteriores / Previous brands: JJ Heitor
Comments: 3 CITIZENS
Labels:

WORK IT OUT

October 2, 2014

Antes de mais, vamos esclarecer uma coisa: não é de todo minha intenção dar-vos lições de moral sobre o que devem ou não fazer. É a minha história, é o meu exemplo e pode ser também um heads up daquilo que podem conseguir.

Mudar hábitos não tem que ser uma coisa chata, não tem de ser um sacrifício e a verdade é que podem ver resultados fantásticos. Eu sei que andaram loucas a trabalhar o corpitcho para as férias, e deram uma corridinha, coseram a boca e aplicaram um gelinho mas não seria muito melhor se isso se prolongasse o ano todo? Contra mim falo que faço asneiras todos os dias todas as semanas e no que toca a compromisso sou uma nódoa mas é importante mudar alguns hábitos, não por uma questão de dieta mas sim porque me sinto melhor e é uma opção de vida. Para começar deixei o leite e bebo bebida de soja, não como pão branco ou manteiga, sempre que posso opto pelo pão de sementes, o arroz integral ou os brócolos. Não sou obcecada mas sempre que posso escolho alimentos mais saudáveis. O meu maior pecado? A massa e os doces. Se deixei de comer? Claro que não, apenas reduzi significativamente a quantidade. Para mim não é uma dieta, é um estilo de vida e devo dizer que gosto bastante.
E o mesmo acontece com o exercício. Se olharem para o exercício como um sacrifício vai ser muito mais difícil. E muito menos acharem que porque se esfalfam segunda, quarta e sexta, podem extravasar o resto da semana. Bad news, não é assim que funciona. Primeiro, vocês têm que se sentir bem com aquilo que estão a fazer. Não gostam de ginásio? Corram ao ar livre. Não gostam de correr ao ar livre? Façam exercício em casa. Eu sei que sei custa horrores começar, mas sabe-me bem sentir a testa a escorrer água e a t-shirt encharcada no final. Não têm tempo hoje? Não há problema, amanhã também é dia mas se pensarmos bem, todas temos uma meia horinha extra por dia. That's up to you!

First things first: I'm not here to lecture you, far be it from me to tell you what you should or shouldn't do. This is my story, my example and it can be a heads up of what you can achieve.

Changing habits doesn't have to be boring or even a sacrifice and you can actually see major results. I bet you worked your ass off trying to get that bikini body for summer but wouldn't it be better if those results lasted the entire year? Truth be told, I cheat every day week and I suck at commitment but it's important to change some habits, not as a diet but as a lifestyle. So now I pick soy drink over milk, I don't eat white bread or butter, I choose seed bread, brown rice or brocoli. It's not that I'm obssessed with it but I always try to pick healthier food. My weakness? Pasta and sweets. Did I cut them off? Of course not but I reduced it significantly. Like I said, it's not a diet, it's a lifestyle and I'm enjoying it a lot.
Same works for exercise. If you look at it as a sacrifice, it's going to be harsh. And you can't just assume that if you workout like crazy on mondays, wednesdays and fridays, you can do whatever you want for the rest of the weekBad news, that's not how it works. First, you need to feel good with what you're doing. You don't like the gym? Go jog outside. You're not a fan of jogging? Do it at home. I know it's hard but it feels so good when you feel the sweat dripping drown your forehead and your tshirt is completly soaked. You have no time today? It's ok, you can do it tomorrow but if you think through, I'm sure you have an extra 30 minutes. That's up to you!


Há um mês (re)comecei o Insanity Workout (comecei de novo três vezes porque aldrabava tudo) e jurei a mim mesma que desta vez era a sério. Enchi-me do ginásio e precisava de uma alternativa. Já conhecia o Insanity, só ainda não me tinha chegado a coragem de o experimentar.
Não vou pôr paninhos quentes e dizer que é fácil. Não é. É puxado, é exaustivo mas sua-se tanto e os resultados são visíveis que ao fim de uma semana estamos viciados.

Não sigo o programa de forma religiosa, é verdade (nota-se!), mas em minha defesa tenho a dizer que as minhas faltas se devem a contratempos e, na última semana, a um joelho que está a querer dar um arzinho de sua graça, que é como quem diz, problemas.
Cheguei ao fim da 4ª semana e comecei a Recovery Week, uma semana mais leve e de recuperação. E bem preciso dela, porque o que aí vem no segundo mês...

Nem é bom.

I (re)started Insanity Workout a month ago (I started it 3 times) and this time I swore to myself I would do it right. I got bored with gym and I needed an alternative. I knew the Insanity program already, I just needed a good dose of courage to try it.
I'm not gonna lie and tell you it's a piece of cake. It's definitely not. It's hard, it's exausting but you sweat so much you can barely open your eyes and the results are amazing. You get addicted after a week.

Truth be told, I don't follow the program religiously (you can tell!), but in my defense I must say that my faults were due to backsets and, in the last week, my right knee is becoming an issue.
Now I started the Recovery Week, a lighter and recovering training before I start the second month, because what's about to come...

It's not good.
Comments: 4 CITIZENS
Labels:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Newsletter FAQ Site Credits | SynEngium